Posts

Confira o “The Best in Show”, oferecida na The Board Trader Show 2016

Estabelecer tendências, apontar caminhos e, no mínimo, bater palmas a quem cria produtos diferenciados, essa é a ideia do prêmio The Best in Show.

A premiação “The Best in Show”, oferecida na The Board Trader Show 2016, é um incentivo à criatividade, empenho, visão e ousadia. Quer exemplos? A Power Light foi premiada pelo trabalho de construção único e a possibilidade de replicar pranchas com cada vez mais precisão. Prêmio “Prancha do Futuro” para eles que criaram pranchas que duram por muito mais tempo. Se bem que “O futuro é agora”, como declarou Guga Arruda ao receber seu prêmio.

Avelino Bastos, da Tropical Brasil, mostrou suas naves de longarinas feitas com diferentes materiais, assim como o glass, quilhas de design desenvolvido por ele e um equipamento inusitado instalado no fundo da prancha. A bolinha vermelha, na foto, pode fornecer informações sobre como a prancha se comporta a cada onda. Já pensou como isso pode ajudar surfistas e shapers? Foto: Divulgação.

Avelino Bastos, da Tropical Brasil, venceu o Prêmio de “Inovação do Ano” com o aparelho de telemetria, seguindo a necessidade de tecnologia em busca de dados para melhorar performance tanto das pranchas quanto dos atletas. O discreto aparelho estava embutido numa prancha com um tipo de construção interessante: longarina composta de materiais diferentes, glass em Epoxy com fibras diversas recobrindo um EPS nada comum. Ou seja, uma inovação acoplada à outra.

Segundo Neco Carbone, um dos grandes responsáveis pelos Mini Longs que se tornaram febre por todo nosso litoral. “Mini Long não é Funboard! Basicamente são longboards mais curtos, mas é uma prancha que te leva e se comporta muito como um long normal”, disse o shaper que recebeu o prêmio de Melhor Longboard dado a esses modelos “Mini” que estão diretamente ligados à uma legião de gente que passou a se divertir mais nas ondas.

Pranchas feitas com EPS/Epoxy e fibras de carbono, aplicadas em pontos estratégicos da laminação, invadiram o mercado mundial. Em 2016, a …Lost Surfboards, em parceria com a Surface (no Brasil), lançou aqui um modelo de construção desenvolvido por Matt Biollos lá fora. A “Carbon Wrap” foi eleita a “Prancha Performance” do The Best in Show 2016. Como explicou Tiago Elito o grande lance dessa construção da …Lost está em sua flexibilidade controlada e, conseqüentemente, a resposta que isso gera. Pranchas e efeitos comprovados. O que será que o mercado vai apresentar na The Board Trader Show 2017?

O The Best in Show 2016 também elegeu o leash da Modom, com dispositivo anti-tubarão, como Melhor Acessório, justamente numa época em que, infelizmente, os ataques de tubarão tornaram-se uma preocupação cada vez mais constante na cabeça de muita gente.

A New Advance, com o Sup Wave criado por Neco Carbone para o atleta Leco Salazar, o Rodrigo Matsuda e sua alaia reconstruída para facilitar quem quer ter a sensação da antiguidade com a facilidade de alguma flutuação, assim como David Weber, apresentando e ensinando como fazer pranchas de madeira, mostraram a diversidade que o universo do surfe oferece a partir do trabalho de desenvolvimento de produtos acessíveis a uma gama cada vez maior de surfistas.

Seus prêmios são um incentivo à eterna busca por produtos cada vez melhores e de acordo com a saúde do planeta.

Em 2017, a The Board Trader Show deve expor, mais uma vez, novidades, produtos de alta qualidade e ideias que nos ajudem na evolução dos esportes de pranchas.

Fonte: Waves