Resina epóxi: dicas de como aplicar

Veja abaixo vídeos de como aplicar resina epóxi na construção de barcos em compensado naval. A resina epóxi não tem segredos, mas com alguns cuidados e atenção às instruções de uso é fácil aplicar, seu rendimento é muito bom, e a resistência da resina curada, em especial se usada para saturar tecido de fibra de vidro, é impressionante. Uma das vantagens da resina epóxi é que pode se trabalhar com uma camada fina de fibra de vidro, aproveitando a leveza e resistência do compensado naval.

Como aplicar resina para saturar o compensado naval, utilizando uma espátula (note o excelente rendimento da resina). A resina usada é de baixa viscosidade, para laminação.

Como aplicar massa de filetagem com um depressor de língua (pode ser de madeira ou de plástico). O raio da ponta do depressor é ideal para dar a curvatura do filete, para você não precisar lixar muito. O filete já fica com o raio correto, pronto para receber a fibra.

Resina Epóxi para construção de barcos: instruções gerais de uso

As resinas epóxi são formadas pela reação química entre dois componentes, a resina e o endurecedor. Uma vez finalizado o processo de “cura”, a reação não pode ser desfeita, e nem a resina pode ser dissolvida ou liquefeita pela ação do calor (é, portanto, um termofixo, ou termoestável). Por isso mesmo convém trabalhar com uma pequena quantidade de resina por vez, para evitar que ela endureça no pote, o que acarreta em desperdício de uma material nobre e caro.

Para garantir as propriedades mecânicas e químicas do epóxi, a perfeita homogeneização da mistura é essencial. A resina só deve ser aplicada depois de misurada muito bem. A aplicação deve ser rápida, pois a secagem no pote ocorre em apenas 50 minutos (a 25º). Por isso se deve trabalhar com quantidades pequenas, em especial se você não tem experiência. A aplicação deve ser feita com rolinho de poliéster, espátula ou pincel. Uma dica é cortar pela metade as cerdas do pincel, para que ele fique mais rígido e espalhe melhor a resina.

Para laminar fibra de vidro você pode usar também rolos de metal para saturar a fibra. Use uma espátula de plástico para espalhar a resina e depois pressione a resina para dentro da fibra com o rolo. Estes rolos podem ser comprados em qualquer loja que trabalhe com fibra de vidro e acessórios. O acabamento final pode ser dado com a espátula, para retirar excessos e deixar a superfície com um acabamento melhor. Quanto mais cuidado você tiver nesta parte, menos trabalho vai ter lixando o casco depois. E lixar epóxi endurecido não é nada fácil…

Para a limpeza dos pincéis e rolos, use acetona. A limpeza deve ser feita antes da secagem, depois disso nada dissolve o epóxi. Potes para misturar a resina devem ser preferencialmente descartáveis, como fundo de garrafa PET, por exemplo.

A resina epóxi não tem cheiro forte como a resina poliéser, e depois de pronta não é tóxica, mas quando se manipula seus componentes e a mistura recém-feita, deve-se tomar os cuidados básicos comuns a produtos desta natureza: manipule os produtos sempre com luvas, utilize máscara de pintura e óculos de proteção, para evitar respingos nos olhos. Não descarte os restos de resina nem solventes na rede pluvial, e cuidado ao manipular solventes e componentes da resina: eles são inflamáveis.

Antes da cura a resina pode ser dissolvida em acetona, portanto este é o solvente apropriado para limpar pincéis e rolos. Nunca dissolva resina para aplicá-la “diluída” ou para aumentar seu rendimento. Isto apenas prejudicará a qualidade da aplicação e a adesão ao material de base.

A resina epóxi é atacada pelos raios UV, portanto deve-se evitar a exposição direta ao sol, mesmo durante a aplicação. Trabalhe sempre na sombra, e proteja as superfícies aplicadas da luz solar direta até a pintura. Caso queira um acabamento exterior com madeira aparente, aplique um verniz poliuretano com proteção UV apropriado para este fim. Em interiores de barco não é necessário proteger as superfícies aplicadas com epóxi.

 

Fonte: Gustavo Dantas

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *