Próximo das ruas e dos céus, carro-avião já aceita reserva por preço de Ferrari

Veículo híbrido possui motor 2.0 turbo, auxiliado por dois elétricos, e pode percorrer 700 km em menos de duas horas

 Imagine cumprir uma distância de 700 quilômetros de carro em menos de duas horas, sem encontrar congestionamentos e barreiras pela frente, muito menos caminhões lentos na pista! Seria a viagem dos sonhos para qualquer motorista.O modelo que parece ter saído do desenho dos Jetsons é a versão 4.0 de um projeto que pode chegar às ruas, e também aos céus, a partir de 2020. Pelo menos é o que espera a empresa europeia, que já realiza a pré-venda do exótico carro voador à bagatela de € 1,2 milhão a € 1,5 milhão (entre R$ 4,5 milhões a R$ 5,6 milhões). O valor está no patamar da Ferrari LaFerrari, que teve 500 unidades produzidas.

/ra/pequena/Pub/GP/p4/2017/09/19/Automoveis/Imagens/Cortadas/AeroMobil 8_20170919121941-ID000002-1200x800@GP-Web.jpg

Segundo a AeroMobil, a produção das primeiras unidades começam já em 2018. A viabilidade do projeto ainda dependerá de uma homologação e da adequação da legislação no Velho Continente. O primeiro lote é formado por 500 unidades.

“Projetar e entregar nosso primeiro carro voador pronto para produção é a nossa prioridade, mas, à medida que o interesse no setor cresce, as oportunidades se estenderão para novas áreas”, disse Juraj Vaculik, CEO da AeroMobil.

O veículo já apresentou 14 patentes para inovações em segurança e engenharia, o que ajudará a tornar a experiência de viagem única e confortável para os proprietários. Com um design aerodinâmico, a estrutura do modelo é toda em fibra de carbono, como nos carros esportivos mais sofisticados e também em aeronaves.

 Ele tem capacidade para transportar duas pessoas, duas mochilas e quase 100 litros de gasolina premium. São 6 metros de comprimento e impressionantes 8,8 m de envergadura.

 /ra/pequena/Pub/GP/p4/2017/09/19/Automoveis/Imagens/Cortadas/AeroMobil 9-ID000002-1200x800@GP-Web.jpgNewspressDivulgação

Veículo híbrido, ele é impulsionado por um motor 2.0 litros turbo boxer, de quatro cilindros, auxiliado por um par de propulsores elétricos localizados no eixo dianteiro.

Quando está no ar, a potência gerada é de 300 cv, repassada à hélice por meio de uma transmissão desenvolvida sob medida. Na terra, são 110 cv de potência dedicada. De acordo com os dados da fabricante da Eslováquia, ele é capaz de atingir a velocidade de 160 km/h na estrada e de 360 km/h no céu (neste caso com autonomia de até 750 km).

E são necessários 3 minutos para que mudar do modo carro para o modo avião, quando as enormes asas se abram e o trem de pouso retrátil é acionado para que o veículo levante voo.

O interior da cabine tem um design similar ao cockpit de aviação. Telas digitais integradas mostram informações relativas à operação automotiva do veículo e à decolagem e pouso.

O veículo conta ainda com um para-quedas projetado para levar o AeroMobil de volta ao solo em segurança caso o condutor ache necessário numa situação de emergência.

“Vemos grandes oportunidades para a AeroMobil assumir a liderança na concepção de carros voadores para o transporte aéreo pessoal. Estamos realmente ansiosos para discutir nossos planos com a indústria automotiva”, finaliza Juraj Vaculik.

Pois a empresa eslovaca AeroMobil está disposta a tornar esse sonho uma realidade com projeto de carro-avião que é uma das atrações mais visitadas no 67.º Salão de Frankfurt, que ocorre na Alemanha até o próximo dia 24.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *