Os problemas que podem surgir nos processos de fabricação Fiberglass

Os processos RTM LightSpray-up e Hand Lay-Up são amplamente utilizados na indústria de Fiberglass na fabricação de peças duráveis e são altamente resistentes. Mas apesar de parecerem simples, esses processos requerem muitos cuidados, que, se não forem observados, geram problemas durante as etapas. E nessa importante indústria, problema é sinônimo de redução da qualidade das peças e perda de recursos financeiros.

E é justamente sobre esses problemas que falaremos no post de hoje. Mas é importante lembrarmos que muitos deles, quando aparecem, não podem ser mais solucionados. Por isso, é importante saber como eles acontecem para poder evitá-los. Veja quais são as principais dificuldades e suas respectivas causas, soluções e formas de evitar:

O laminado está demorando muito para desenvolver dureza

Causas

  • Laminado muito fino;
  • Baixa temperatura do ambiente, da resina ou do molde.

Como evitar

  • Mantendo a espessura mínima de três mm em cada camada de fibra e resina;
  • Mantendo a temperatura do ambiente, da resina e do molde em, no mínimo, 18°C. É importante utilizar termômetros para fazer a verificação constantemente.

A superfície do laminado está irregular?

Causas

  • Irregularidades no molde;
  • Bolhas de ar formadas na aplicação das camadas; Espessura irregular das camadas.

Como evitar

  • Reformando o molde;
  • Roletando cada camada aplicada para expulsar as bolhas;
  • Manter a regularidades na espessura das camadas.

A superfície contém fibras secas, sem resina

Causas

  • Excesso de fibra de vidro;
  • Aplicação insuficiente de resina;
  • Resina não está molhando a fibra na pistola laminadora (processo Spray-up).

Como resolver

Aplicando uma camada extra de resina sobre o laminado.

Como evitar

  • Reduzindo a quantidade de fibra de vidro (mantas, no caso dos processos RTM Light e Hand Lay-Up);
  • Ajustando a pistola laminadora (processo Spray-Up).

As camadas estão se separando

Causas

  • Excesso de resina nas camadas;
  • Contaminação das camadas; Interrupção da aplicação das camadas por muito tempo.

Como evitar

  • Removendo o excesso da resina antes de aplicar as outras camadas;
  • Removendo o pó e outros contaminantes da superfície das camadas antes de prosseguir com o processo de laminação;
  • Não interrompendo a aplicação das camadas por tempos muito prolongados.

Trincas estão aparecendo na superfície

Causas

  • Choque térmico; Espessura do Gel Coat muito elevada;
  • Cura incompleta do Gel Coat.

Como evitar

  • Não expondo a peça às temperaturas muito baixas, tendo em vista que a temperatura dele durante o processo de cura é alta;
  • Mantendo uma espessura de 0,6 a 0,8 mm, dependendo da peça que está sendo fabricada;
  •  Verificando se o Geo Coat foi curado por meio do ponto de toque, que é atingido quando a superfície pode ser tocada com a ponta do dedo sem que o material a suje.

A peça não desenvolve dureza

Causas

  • Laminado com espessura muito fina;
  • Baixa temperatura do ambiente, da resina ou do molde.

Como evitar

  • Mantendo a espessura mínima de três mm em cada camada;
  • Mantendo a temperatura do ambiente, da resina e do molde em, no mínimo, 18°C.

A superfície do Geo Coat está com marcas de fibra de vidro

Causas

  • Espessura do Geo Coat muito fina;
  • Cura insuficiente do Geo Coat;
  • Desmoldagem da peça antes do tempo.

Como evitar

  • Aplicando uma camada de Geo Coat de 0,6 a 0,8 mm de espessura;
  • Verificando se o Geo Coat foi curado por meio do ponto de toque;
  • Não desmoldando a peça antes de atingir a dureza Barcol, que pode ser verificada por meio do Durômetro Barcol 934/1.

O laminado curado está com bolhas de ar

Causas

  • Regiões com pouca resina aplicada;
  • Camadas com espessura muito grossa;
  • Roletagem inadequada.

Como evitar

  • Aplicando proporções corretas de resina e fibra de vidro nas camadas;
  • Verificando a espessura adequada para as camadas de acordo com o tipo de peça;
  • Fazendo a roletagem sempre do meio para as bordas da peça, para eliminar todas as bolhas de ar.
  • Como você pôde ver, existem vários problemas que podem acontecer nos processos da fabricação, se os profissionais não tomarem certos cuidados e não tiverem a experiência necessária. E quando eles acontecem, geram problemas nas peças, tornando-as inutilizáveis. Por isso, é importante contar com o apoio de uma empresa especializada, como a Sercel, que evita esses problemas e garante a qualidade das peças.

 

Fonte:

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *