Esculturas vão a leilão depois da curta estadia pelas ruas da Capital

Restauradas depois de serem vandalizadas, durante a curta estadia por alguns dos pontos da Capital, quatro das esculturas do projeto “Capivara Urbana”, serão agora leiloadas.Toda renda arrecadada será destinada as instituições assistenciais de Campo Grande.

O leilão ocorre na próxima terça-feira (20) e fará parte da programação da Semana da Água organizada pela concessionária Águas Guariroba e está marcado para 19h, no MARCO (Museu de Arte Contemporânea).

O leilão também será aberto e transmitido ao vivo pela página Canal de Leilões (www.canaldeleilões.com).

Depredadas – O projeto foi idealizado pela Águas Guariroba e a confecção dos trabalhos ficou por conta de alguns de nossos principais artistas plásticos (Ana Ruas, Isaac de Oliveira, Jonir Figueiredo, Guto Naveira e Cleir Ávila – que além da pintura também criou a escultura que serve de base às obras).

As “capivarinhas” coloridas foram inspiradas na Cow Parade, uma das maiores intervenções artísticas do mundo com esculturas de vacas coloridas a céu aberto. Esculpidas em fibra de vidro, as peças têm 90 centímetros de altura, 1,85 cm de comprimento e 60 centímetros de largura.

As cinco peças do projeto foram distribuídas por diversos locais públicos da cidade, no dia 26 de agosto.No entanto, apenas 15 dias depois de serem instaladas, começaram a ser depredadas por vândalos. E em 28 dias, elas tiveram de ser removidas por definitivo para restauração, sendo que precisariam estar em bom estado para o leilão.

Elas estavam expostas no Sesc Morada dos Baís, Praça Ary Coelho, Orla Morena, Parque das Nações Indígenas, Feira Central, Terminal Rodoviário, Aeroporto, Shoppings Bosque dos Ipês, Pátio Central e Norte Sul e Museu de Arte Contemporânea.

Uma das cinco esculturas foi doada à prefeitura, aos cuidados da SECTUR (Secretaria Municipal de Cultura e Turismo) para exposição em feiras, eventos e ações divulgando a arte e cultura da Capital.

 

Fonte: Campo Grande News

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *